Pele Saudável

pelesaudavelOs nossos hábitos podem ser responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. O tabaco, a poluição, a exposição solar sem protecção, a privação de sono, uma nutrição desadequada e uma insuficiente hidratação são alguns dos hábitos que devemos melhorar.

O TABACO E A POLUIÇÃO

O tabaco e a poluição favorecem o aparecimento de radicais livres, o que contribui para uma diminuição da nutrição e oxigenação das células. O oxigénio, tal como outros nutrientes fundamentais, tem muito mais dificuldade em penetrar nas células e, com menor suporte de oxigénio, a célula reproduz-se de uma forma menos eficiente e morre mais depressa. Para além disso, o fumo do tabaco agrava e evidência as rugas, especialmente em redor da boca e também agrava a desidratação cutânea.

A EXPOSIÇÃO SOLAR

A radiação solar é composta por radiação UVA e radiação UVB. A radiação UVA é uma radiação muito perigosa, uma vez que penetra mais profundamente na pele e é a principal responsável pelo aparecimento de alguns tipos de cancro de pele. A radiação UVB confere o tom bronzeado ou avermelhado, consoante os fototipos, pois atinge as camadas mais superficiais da pele. Esta radiação não deixa de ser perigosa e directamente responsável pelo foto envelhecimento.

Para que o sol nos dê apenas aquilo que tem de bom, devemos utilizar todos os dias, e durante todo o ano, um protector solar nas zonas mais expostas e dar preferência às horas de radiação menos intensa para a exposição solar.

O SONO E O CANSAÇO

Uma boa noite de sono ajuda-nos a enfrentar o dia com boa disposição e energia e deixa uma melhor aparência na pele. De facto, é durante o sono que a pele se renova de uma forma mais eficiente, por isso não é de estranhar que a pele pareça “renovada”.

NUTRIÇÃO DESADEQUADA E HIDRATAÇÃO INSUFICIENTE

Como em tudo na vida, deve haver equilíbrio. O excesso de consumo de alimentos de um determinado grupo pode levar a carências de alimentos de outro grupo. A deficiência de algumas vitaminas e minerais, não só se manifesta numa pele com menos brilho e menos firmeza, como também no envelhecimento cutâneo precoce.

Em paralelo, desenrola-se um processo enzimático não menos importante: a glicação. Pela ingestão alimentar de agentes pró-inflamatórios, dá-se a ligação da glicose às proteinas colagénio e elastina. A glicação impede o eficiente desempenho da elastina e o colagénio nas suas funções de fornecer elasticidade e firmeza à pele,tornando estas estruturas rígidas.

Para combater este processo, deve dar-se prioridade ao consumo de alimentos com baixo índice glicémico.

A ingestão de alimentos ricos em antioxidantes (vitaminas A,C e E) reduz a quantidade de radicais livres presentes no nosso organismo e melhora visivelmente a aparência e a textura da pele.

Os sais minerais e a água são essenciais para o bom funcionamento das células e para o conforto da pele e das mucosas.

CUIDADOS ESPECÍFICOS PARA A PELE

Para além da melhoria dos hábitos relacionados com os factores já referidos, devem ser adoptados bons hábitos de higiene e hidratação.

A pele deve ser limpa de manhã e à noite. A limpeza nocturna é essencial para melhorar a oxigenação e a renovação das células. Só depois de limpa é que a pele deverá ser hidratada, de modo a manter um teor de água adequado na epiderme. O hidratante deverá ser escolhido de acordo com a idade e com as características da pele.

Por último, deve fazer-se uma esfoliação suave na pele do rosto, uma a duas vezes por semana, para ajudar a remover as células mortas e fazer realçar as células mais jovens. Este acto contribui para a pele ficar mais luminosa e mais macia.

Actuali

Leave a Reply