Chá de Arnica

Os chás costumam ser usados para várias coisas pelo seu sabor e também por seus benefícios a saúde.

O chá de arnica não é diferente, pois é um dos mais populares e com mais indicações de uso.

Porém os chás são bebidas poderosas e como tais precisam ser consumidas da forma certa e pelos motivos certos.

Então aqui temos os principais detalhes do incrível chá de arnica e quando ele deve ser consumido para que você tire o melhor proveito de suas propriedades.

Características da arnica

O nome científico da arnica é Lychnophora pinaster Mart e é uma planta típica de climas temperados, sendo pertencente à família das asteráceas, a mesma dos girassóis.

É também conhecida como betônica, betônica-das-montanhas, tabaco das montanhas, panaceia-das-quedas, entre outros nomes.

A arnica pode ser confundida com o girassol, porém as suas folhas se diferem por terem uma textura parecida com veludo e com pelos.

Usos e receita do chá de arnica

O chá de arnica tem ótimos resultados no tratamento de traumatismos, artrite, paralisia, reumatismo, artrose e dores articulares, além de dores em geral.

A receita do chá é bem simples, bastando colocar uma colher de chá da erva para cada 250 ml de água.

Beba moderadamente porque o chá é muito forte.

Mas a arnica também é muito usada como compressa e combate inflamações curando as feridas, trata lesões esportivas, rupturas de ligamentos, fibromialgia, contusões e hematomas.

Embebe um tecido limpo no chá morno e aplique sobre a área afetada.

Repita o processo se os efeitos não acontecerem logo.

Se depois de duas ou três aplicações o efeito não acontecer pare a aplicação e vá imediatamente ao médico, pois o problema pode ser mais grave do que se pensa.

Contra indicações e efeitos colaterais

Como já foi dito anteriormente o chá de arnica ter um forte efeito, nem todas as pessoas podem consumi-lo.

Assim como pode causar efeitos não tão agradáveis apesar dos ótimos resultados do tratamento.

É muito importante conhecer todos os prós e contras de utilizar esse poderoso chá.

O chá de arnica deve ser consumido em pequenas quantidades e de maneira homeopática.

Caso o chá de arnica seja consumido em grande quantidade pode ocasionar tonturas, dores abdominais, aumento da pressão arterial, vômitos, taquicardia ou arritmias cardíacas.

Outras situações em que o chá de arnica não deve ser utilizado principalmente quando é aplicado em compressa é em feridas abertas e em mucosas.

Uma situação em que o consumo do chá de arnica é totalmente vetado é a gravidez e a lactância.

Lactância é a situação de quando uma mulher está amamentando seu filho que nasceu recentemente. Nessa situação é que o chá de arnica é terminantemente proibido.

Actuali