Alergia ao Sol

O sol é fundamental para a vida, ele é fonte de boa energia, no entanto, devemos ter imensos cuidados com a exposição direta. Algumas pessoas são mesmo alérgicas são sol.

A alergia ao sol consiste numa reação do sistema imunológico à exposição da pele à luz solar. Cerca de 5 a 10% da população mundial sofre de alergia ao sol, tendo mais incidência nas mulheres e jovens.

Causas para alergia ao sol

Existem muitas opiniões sobre este tipo de alergia, sem haver consenso entre os especialistas, mas maioria dos cientistas culpam os raios ultravioletas A (UVA) pelas reacções que surgem. Também alguns medicamentos para doenças como a diabetes, a hipertensão, a epilepsia, a depressão e o câncer podem causar sensibilidade à exposição dos raios do sol.

Quais os sintomas de alergia ao sol

Os sintomas de alergia ao sol dependem muito da sua origem, existe 4 tipos de alergias urticária solar, erupção cutânea foto alérgica, erupção polimorfa à luz e a fotossensibilidade.

Dependendo da origem os sintomas variam entre manchas na pele, tipo picada de mosquito que aparecem nas zonas do corpo exposta ao sol, inchaço v, bolhas, ou pápulas que provoca bastante comichão, em casos muito graves a alergia pode alastrar-se às vias respiratórias e dificultar a respiração.

Diagnóstico e tratamento

Qualquer tratamento deve ser sempre acompanhado por um médico especialista, antes de iniciar o médico deve diagnosticar a origem e o histórico da doença.

O principal tratamento para alergia ao sol passa pela prevenção, limitar ao máximo a exposição da pele.

Alguns alimentos, medicamentos e suplementos à base de betacaroteno, Selénio e vitaminas E e C que fortalecem a autoproteção da pele.

Para tratamento dos sintomas o médico pode ainda prescrever anti-histamínicos e corticóides contra o prurido ou a fototerapia que melhora a tolerância da pele à luz solar, estes tratamentos devem ser apenas utilizados com aconselhamento médico.

Actuali

Leave a Reply