Natal também é tempo de pequeno-almoço

pequenoalmocoO Inverno é por excelência um tempo propício a alguns excessos alimentares até porque as temperaturas mais baixas convidam a refeições mais ricas em calorias, o tempo frio e chuvoso inviabiliza grandes passeios ao ar livre e nos prende mais a casa e ao sofá. E não fosse este só por si um cenário capaz de se reflectir na balança, temos ainda o Natal, cuja tradição nos traz à mesa iguarias tentadoras e muitos momentos de consumo ao longo de várias semanas.

Manter horários e rotinas é imprescindível

Manter a rotina alimentar é meio caminho andado para que a alimentação se mantenha “nos eixos”. Manter a ingestão da sopa de legumes e da fruta, beber água em abundância, seja simples seja na forma de tisanas ou infusões, respeitar as várias refeições ao dia sem sair demasiado dos horários habituais são pequenos passos que podem ajudar.

E nestas rotinas o pequeno-almoço surge uma vez mais como um elemento muito importante. Vários estudos indicam que quem toma pequeno-almoço tem um dia alimentar mais equilibrado, ingere mais vitaminas e minerais e consegue controlar mais facilmente o peso ao longo do tempo.

Pequeno-almoço, sim e equilibrado por favor!

Se já concordámos na necessidade de respeitar a primeira refeição do dia mesmo em tempo de Festas, falta dizer qual é o pequeno-almoço certo. Fazer a primeira refeição do dia com os doces que ficaram da véspera não vale!

O pequeno-almoço tem que ser nutricionalmente equilibrado, garantindo a presença dos alimentos que no seu conjunto fornecem os nutrientes de que necessitamos. Presenças imprescindíveis neste momento do dia são:

  • alimentos à base de cereais: pão escuro ou de mistura, cereais de pequeno-almoço com cereais integrais são bons exemplos;
  • lacticínios, meio gordos ou magros, dependendo da idade e do estado de saúde de cada um;
  • fruta, idealmente em natureza mas pontualmente também na forma de sumos naturais acabados de preparar.

Todos os dias mas saboroso e variado!

Um das regras da alimentação saudável é a variedade. E se é relativamente comum variarmos as opções de almoço e jantar já o mesmo não acontece habitualmente com o pequeno-almoço. Mantendo os três grupos de alimentos já referidos: cereais, lacticínios e fruta, é possível compor refeições diferentes que não só cumprem o seu papel nutricional mas são também fonte de prazer e uma excelente forma de todos começarem o dia, com energia e boa disposição. Nesta altura de mais tentações gastronómicas estes truques são também uma ajuda para evitar os excessos.
Aproveite o pequeno-almoço e saboreie o Natal!

Nutricionista: Ana Leonor Perdigão

Actuali