Mamoplastia – Técnicas mais comuns para alterar o peito

Símbolo da feminilidade, os seios reagem às mais variadas agressões ao longo da vida. Devido à sua estrutura (glândulas mamárias, tecidos conjuntivos e gordura), são extremamente sensíveis e sofrem com mudanças de peso, gravidez e amamentação, e hábitos de vida pouco saudáveis, perdendo firmeza e beleza.

Não é de admirar que as cirurgias estéticas ao peito sejam das mais procuradas; já às queixas relativas aos defeitos já referidos juntam-se as que são relativas ao tamanho da mama (demasiado pequena ou muito grande), ou sua forma e os casos em que, devido a doença oncológica, a mulher foi obrigada a sujeitar-se a uma mastectomia.

mamoplastia

As cirurgias mais procuradas

Entre as cirurgias plásticas à mama mais habitualmente praticadas, encontram-se:

Mamoplastica de aumento com recurso à utilização de endopróteses de silicone,para situações em que as mamas são pequenas, não se desenvolveram ou atrofiaram-se;

Mamoplastia de redução, destinada a casos em que a mama se desenvolveu demasiado e permaneceu grande após terminar a fase de desenvolvimento, quer devido a excesso de glândula ou por excesso de gordura e que inclui uma série de técnicas diferentes que devem ser ponderadas pelo cirurgião de forma a obter o melhor resultado;

Mastopexia, que remodela o peito descaído ou flácido, sem redução do volume;

Reconstrução mamária, efectuada em mulheres que foram mastectomizadas e com recurso a técnicas especiais, como a utilizaçao de expansores ou retalhos de tecidos autólogos (da própria pessoa).

As mamoplastias de aumento ou redução podem ainda ser utilizadas para corrigir assimetrias mamárias. A maior parte destas cirurgias é, hoje em dia, executada com grande segurança e sem riscos. Com uma duração que pode variar entre a hora e meia e as duas horas e meia, são efectuadas, geralmente, sob anestesia geral e implicam um internamento curto ( um a dois dias).

O pós-operatório obriga à restrição da actividade física e ao uso obrigatório de sutiã específico por um período de 15 dias. Os resultados definitivos são alcançadas entre três a seis meses e mantêm-se no tempo, embora possam ser afectadas por oscilações de peso ou gravidez, por exemplo.

Actuali

Leave a Reply