Drenagem Linfática

A drenagem linfática ajuda a eliminar o excesso de água no organismo sem dor. A drenagem linfática foi desenvolvida pelo pelo biólogo dinamarquês Emil Vodder. Consiste numa massagem que estimula o sistema linfático a trabalhar em um ritmo mais acelerado, mobilizando a linfa até os gânglios linfáticos eliminando o excesso de líquido e as toxinas. A massagem causa bem estar físico e mental.

São aplicados movimentos que consistem em pressões leves, suaves, rítmicas e precisas, em forma circular e espiral sempre em direcção aos gânglios linfáticos, no caso da drenagem linfática manual o tratamento é feito apenas com a ajuda de mãos, apesar de existiram tratamentos que recorrem ao uso de óleos e cremes.

Benefícios da drenagem linfática

  • Elimina a gordura;
  • Ajuda a aliviara a retenção de líquidos;
  • Elimina a celulite mole e celulite associada a retenção de líquidos (edematosa);
  • Promove a diminuição de edemas
  • Alivia a sensação de pernas pesadas;
  • Ativa o sistema imunitário;
  • Funciona como analgésico no pós-operatório.
  • A drenagem linfática é muito eficaz no tratamento de ademas da gravidez;
  • Alivia as alterações pré-menstruais;
  • Alivia os sintomas das sinusites, das rinites e das enxaquecas;
  • É muito eficaz no tratamento de problemas de pele e melhora problemas de acne.

Drenagem Linfática

Contra-indicações para a drenagem linfática

Apesar de trazer muitos benefícios para a saúde algumas pessoas devem evitar este tratamento é o caso de quem sofre de insuficiência cardíaca e renal, tromboflebites, erisipela, doenças contagiosas, asma brônquica, hipertensão arterial e para quem está a fazer tratamento de quimioterapia e radioterapia para combater algum cancro.

A duração do tratamento depende muito de paciente para paciente e do tipo de resultados pretendidos, recomenda-se, geralmente, a realização de cerca de 15 sessões, uma vez por semana. Após o fim de tratamento deve continuar a fazer sessões esporadicamente.

CONTINUAR A LER