Chás Durante a Gravidez

Esse é um assunto muito polêmico e importante, pois muitas pessoas pensam que tomar chá na gravidez é completamente proibido e imediatamente fatal para os bebês, outras pessoas acham que isso é uma lenda urbana e os chás estão totalmente liberados.

As duas vertentes estão erradas, existem chás até muito bons para a gravidez como também existem chás com grave risco abortivo.

Este artigo ganha, portanto, uma importância sem igual para as mamães que estão preocupadas com esse terrível dilema.

Aqui daremos nomes aos bois, ou  seja, diremos quais os chás benéficos e como consumi-los, quais os chás vetados para gestantes, sendo um perigo para a gravidez e por vezes, a amamentação.

Chás benéficos para as gestantes

O chá de camomila, o chá de erva cidreira e o chá de capim-limão são excelentes até mesmo para grávidas, pois têm incríveis propriedades não só calmantes, deixando as gestantes menos suscetíveis aos hormônios descontrolados da gravidez, como também digestivas, possibilitando uma redução na incidência de prisão de ventre que é um mal que acomete muitas futuras mamães.

Já o chá de erva doce é bastante indicado durante a gestação por trazer um benefício fundamental, o aumento do leite, permitindo a mãe realizar esse sonho de poder alimentar seu filho sem a ajuda de mais nada e é bom também para o bebê, pois como todos já sabemos desde sempre o leite materno é preponderante para o desenvolvimento físico e imunológico dos bebês.

Chás prejudiciais para gestantes

Agora preste bastante atenção, porque é aqui que o assunto fica sério, pois os chás que estaremos abordando a partir de agora realmente podem fazer muito mal para as grávidas e seus bebês. Os chás chamados abortivos, uma palavra forte, mas real já que podem causar até mesmo a morte do bebê são os chás de arruda, cipó-mil-homens, erva-de-bicho, buchinha do norte, confrei, espirradeira, pinhão-de-purga ou pinhão-paraguaio, poejo, losna, melão-de-são-Caetano, erva-de-santa-Maria, de cascara sagrada, romã, guaco, cavalinha, sene e arnica.

Além desses é preciso não consumir sob nenhuma hipótese chá de canela, pois este chá é capaz de causar um efeito muito perigoso para as grávidas.

Esse efeito é a constrição sanguínea, que é o aperto dos vasos sanguíneos provocando a temível pressão alta gestacional.

O chá de canela provoca ainda a contração antecipada dos músculos do útero, podendo causar o aborto ou parto antecipado.

Outro chá vetado é o chá de hortelã, pois, este diminui a quantidade de leite da mãe, sendo proibitivo tanto durante a gravidez como durante o aleitamento.

Os chás com alto teor de cafeína, como o chá preto, o branco, o verde e a erva mate também devem ser sempre evitados, pois podem prejudicar a frequência cardíaca e a pressão arterial da mãe e do bebê.

Actuali